domingo, novembro 30, 2008

O passo e o abismo.

A diferença entre nós dois
não é uma questão de escolha.
A diferença entre nós dois é a diferença
entre o expurgo e a chegada,
entre o acolhimento
e a rotulação de estorvo sobre a testa.
Um cortina rasgada de esperança
em berço maculado de desdém,
a absoluta desertificaçãodo afeto...
Um laço claro entre a consumação da vida
e a procura do caminho a seguir.
Uma certa dose de tolice...
A diferença entre nós,
é a diferença entre ter se perdido
caminhando as cegas
e não conseguir impor o padrão herdado
ao mundo.
A diferença entre nós é a diferença
entre a absoluta falta de laços
com as pessoas
e o ninho confuso e quente que gerou
teus pesadelos.
A diferença entre um nada livremente atormentado
e as correntes que arrastas e lhe fazem sentir
a segurança.
Um vazio imenso aos domingos....
A necessidade de fingir que tem amigos...

quarta-feira, novembro 26, 2008

Memorial dos redimidos ( para Orlando)

Todo fracassado sonha em sair da lama
e teme retornar para lá.
Uma casa bem grande,
Um quarto arejado,
"Porra onde estão meus óculos especiais?"
"Hoje iremos com a ferrari, mercedes é para perdedores !"
Uma mulherzinha doce e sensata
Para ouvir juan baez
enquanto ele lê Henry Miller
e acha que se deu bem.
Todo fracassado tem Brio
e memória,
e sabe que as coisas ruins
não tem redenção,
e sabe que as coisas boas
tem que ser disputadas a tapa
tiro,
sangue,
e dor...
Flores indescritiveis
em meio a devastação.

sexta-feira, novembro 21, 2008

Bosque secreto.

Amo quando vens para mim,
sem nada pedir, inteira dada.
Teu corpo rijo e sincero,
sedento e fresco,
oculto e meu.
Querendo o que me destroi
Ansiando pela visita severa
que entra e se vai como um sopro
inflamado.
Levo teu nome na lingua
Carrego na boca teu gosto
Sou filho dessa floresta
marcado por essa chaga
Bosque secreto da agua da vida
descemos ao poço,
meu bem,
para encontrar a saida.

quinta-feira, novembro 20, 2008

Ramo

Guardo muitas coisas no quintal

Cacos estilhaçados e noites irrefletidas

Fotos de nossa senhora com saltos altos

e alguns comprimidos velhos de

voluntário desperdicio.

Todavia separo semafóros e sentenças

das pontas imberbes de grama sedenta,

acalentando com irresponsavel cuidado

um amor que se sustenta

de dores.

Mas percebi uma nuvem...

todavia, me afligiu um preságio...

e vi no olhar que me vê

um brilho despedaçado.

Ela não crê no alto

Ela não eleva uma preçe

Ela não comunga do esquecimento comum

que sustenta a multidão

Ela tem a pele brilhante como a petala

banhada no orvalho da imensidão

E tece seus dias desfiando questões e projetos

enquanto ergue os ramos para sustentar

a palavra.


contabilizando as sensações,

Eu diria que ela está do um outro lado

e que merece a felicidade

sem as pessoas no caminho.

Deni, esse poema é para você.

segunda-feira, novembro 17, 2008

Considerções sobre o Boxe e a verdade.

Uma das frases mais razoaveis que já vi alguém pronunciar não foi dita por um filosófo nem por um santo, foi dita por um Boxeador com psicose maniaco depressiva e campeão do mundo: Mike Tyson. Questionado sobre a melhor estratégia para ganhar uma luta ele respondeu "quando sobe no ringue todo homem acha que tem um plano, até receber o primeiro soco".
Acho essa frase fenomenal, e apesar do velho Mike ter sido arrastado pelos próprios dêmonios, ela mostra quantas lições uma vida dificil pode ensinar. O motivo do meu apreço por tal sentença é simples: todo mundo tem suas certezas, e acha que não vai modoficá-las de forma alguma! certezas sobre o que é bom e mal, verdadeiro e falso, desejavel e odioso, até tomar o primeiro soco.
A única forma de manter-se toda vida com as mesma convicções, estratégias de como se sair bem de um jogo ruim, é ser preservado do ringue, coisa que muitas pessoas conseguem através da proteção conferida pela familia, pela sorte ou pela doença. Quem está vivo e fora dos muros erguidos pelo passado inevitavelmente tomará alguns socos e terá que rever seus planos, ou então beijar a lona e esperar o paraiso.
Veja, as ruas estão cheias de caras que acreditam poder enfrentar o mundo inteiro apenas com a sua revolta. Tendo nascido nas periferias e se alimentado do caldo do ressentimento que ensina que somente a "atitude" e a esperteza são suficientes para um homem se dar bem na vida esse caras terminam estampados nas paginas policiais ou se acomodando entre a escravidão, a igreja e o futebol.
Tem os religiosos , mas essses basta olha-los um pouco para rapidamente darmo-nos conta da verdadeira natureza dessa opção.
Mas no final das contas uma coisa é razoavel pontuar, também não existe nenhuma certeza de que não ter estratégias é a melhor politica.
A única coisa que se pode saber é que nossas crênças são tecidas com a teia da história de cada um, e podem e devem ser mudadas quando não satisfazem aquilo para que se destinam: a capacidade de esquivar-se dos socos da vida.

sábado, novembro 01, 2008

Advertência aos que tem brio

Max stirner me ligou
ontem a noite,
cansado e com sono
foi um dia difícil na zeladoriado hospício.
Sua voz estava cansada e caia
uma chuva de cachorros mortos
na rua.
“Acho que uma mosca me picou”
Ele falou
“Elas vivem me mordendo também”
Respondi
“Não consegui pagar minhas dividas,
Fui em cana,
minha mulher me deixou,
E como falei tudo aquilo,
também não encontro trabalho”
Ficamos os dois em silêncio.
A linha clara da convicção já havia ligado
os caminhos,
não podia ser diferente,
não tínhamos essa certeza também
“É isso ai”
Eu falei “
É isso ai”
Ele respondeu
Disse ainda qualquer coisa sobre um copo de vinho algum dia
e se despediu.
Eu voltei para meus cigarros psicotrópicos,
Meu site pornô,
Meu blues e meu country...
E antes de apagar minhas luzes
uma pétala de flor colorida pousou
sobre minha credencial para a vida.