quinta-feira, outubro 09, 2008

Conciliação

Eles estão parados no meio
Com a sua cota de ódio,
Eles estão afastando o incerto
Com socos, gritos, exigências ou julgamentos.
Eles são muitos...
Milhares sobre a face da terra.
Entulhando as estradas com verbos, adjetivos e marcas.
Eles estão parados no meio,
E precisam estar certos.
Exigem estar certos.
Matariam Bebezinhos e comeriam seus figados
Para estar
Certos
Pode-se olha-los e conhecê-los com facilidade
Não oferecem mistérios
Não oferecem perguntas
Não nos acenam com as mãos
Só possuem o ódio
O mêdo
E o imenso e inexoravel desejo
De estar
Certos
Ó miseraveis....
Meus irmãos.

Um comentário:

FIGUEREDO DIAS disse...

recebemos os resquícios do medo alheio, estar certo, significa poder indicar o caminho e sentir-se firme no improviso da vida. Gostei, é um convite para pensar como por vezes nos sentimos soltos no mundo, buscando bengalas...