quarta-feira, dezembro 03, 2008

Um dia nada bom..

Não sei o que é bom nem ruim para os outros, mas apenas para mim. Todavia, gosto de especular. Naõ sei os motivos das ações dos outros. Não sei o que leva um sujeito que nunca cortou definitavemente o cordão umbilical a se achar o "FODÃO". Também não sei o que leva uma senhora a acreditar que tem direitos de propriedade sobre alguém somente porque lhe cedeu alguns doces momentos de partilha corporal. Não sei...Mas gosto de especular, e isso me parece muitas vezes perigoso, porque não sei o motivo pelo qual eu o faço. Mas especulo que a minha especulação pretende me fazer sentir superior a quem não o faz. Mais uma estrategia sórdida entre tantas. Cada um se defende com o que tem. A verdade é o canivete mais usado para roubar a simpatia que não conseguimos conquistar. Cada um está só. As pessoas são frageis e envelheçem, a morte é o de menos. Temos mêdo uns dos outros e de não termos uns aos outros para termos mêdo. Queremos uns aos outros e não queremos que nos queiram de determinada forma. Complicado. É, hoje de fato não foi um dia bom.....

3 comentários:

Snow disse...

Por vez entristeço ao imaginar q pessoas efêmeras são mais felizes...
Tal qual crianças brincando à beira do abismo.
Mas sei que é também meu egoísmo.
Carrego a marca do pensar, o mal do querer saber, do quase advinhar...
Enquanto outros brincam.
E por vezes se divertem...
Até comigo.

Beijos!

jorginho da hora disse...

O que mais eu posso comentar sem cair na redundancia.

Rafael de Medeiros disse...

Somos bichos estranhos, e escrotos. Eu tento me enganar dizendo que sou melhor que os pagodeiros da vizinhança porque faço pseudo-poesia..., "Cada criança com seu próprio canivete..."